Gazeta do Povo recebe Prêmio ANJ de Liberdade de Imprensa

premio-anj-liberdade-imprensa_cred-cristiano-costa

Ministro Eliseu Padilha (esquerda), Guilherme Cunha Pereira, presidente-executivo do GRPCOM (centro) e Marcelo Rech, Presidente da ANJ (direita) na solenidade de entrega da premiação.

Jornal paranaense e profissionais são alvo de assédio judicial devido a uma série de reportagens sobre a remuneração dos magistrados do Estado

 

A Gazeta do Povo, jornal que faz parte do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM), recebeu o “Prêmio ANJ de Liberdade de Imprensa”, na última quarta-feira (28), em Brasília. O veículo de comunicação e os jornalistas Chico Marés, Euclides Lucas Garcia e Rogerio Galindo, o infografista Guilherme Storck e o analista de sistemas Evandro Balmant passaram a ser alvos de quase 50 ações judiciais movidas por magistrados e promotores de Justiça pelas reportagens publicadas em fevereiro sobre a remuneração de membros do Poder Judiciário e do Ministério Público do Paraná.

 

Com conteúdo praticamente idêntico, os processos foram movidos individualmente, obrigando os profissionais a percorrer quase 30 cidades no Paraná para poderem participar das audiências. O caso ganhou repercussão nacional e atendendo a um pedido do jornal, a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber determinou a suspensão de todas as ações em trâmite até que o mérito seja julgado.

 

O prêmio foi entregue pelo presidente da ANJ, Marcelo Rech, ao presidente-executivo do GRPCOM, Guilherme Cunha Pereira. Os profissionais que assinam as reportagens também receberam certificados. Participaram da cerimônia o jornalista Euclides Lucas Garcia, o infografista Guilherme Storck e o analista de sistemas Evandro Balmant. O diretor de Redação da Gazeta do Povo, Leonardo Mendes Júnior, recebeu o certificado em nome dos jornalistas Chico Marés e Rogerio Galindo, que não puderam estar presentes.

 

Na solenidade, Guilherme Cunha Pereira agradeceu a reação dos meios de comunicação ao episódio, que “perceberam a gravidade do atentado à liberdade de imprensa que se perpetrava”. Ele lembrou que as reportagens do jornal foram “perfeitas, com boa carga informativa, mas triviais, no sentido de não fazer outra coisa que expor, com uma boa sistematização, o que já constava no Portal da Transparência”, disse o presidente do GRPCOM.

 

Criado em 2008 pela Associação Nacional de Jornais (ANJ), a premiação tem por objetivo homenagear pessoas, jornais ou instituições que tenham se destacado na promoção ou na defesa da liberdade de imprensa.

Gazeta do Povo

A Gazeta do Povo, que faz parte do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM), é uma grande plataforma de comunicação, que está presente o tempo todo na vida dos paranaenses, seja com informação e diferentes opiniões nas plataformas impressa e digital (online, mobile e tablet), em projetos especiais e eventos. Com uma história de 97 anos e com olhos no futuro, a Gazeta do Povo se renova diariamente e coloca no mercado novos produtos, serviços e iniciativas para estar ainda mais próxima do leitor.

Foto: Cristiano Costa

 

Recommended Posts

Leave a Comment