Jane Rocha e Suzane Simon aliam sofisticação e acessibilidade em toilette social apresentado na Casa Cor 2017

As arquitetas unem suas especializações e experiências nos segmentos residencial, comercial, corporativo e de alto padrão para apresentar ao público um projeto que tem como inspiração norteadora a valorização do indivíduo

 

A maior e melhor mostra de arquitetura, paisagismo e decoração das Américas tem sua edição paranaense dos dias 4 de junho a 16 de julho, no Jockey Club do Paraná, em Curitiba. Dentre os ambientes que estão sendo apresentados, está o Toilette Social, com 15 m² dedicados a não apenas demonstrar as possibilidades de sofisticação e luxo, mas também a instigar os visitantes a pensar na acessibilidade para idosos e portadores de necessidades especiais.

O tema não poderia ser mais pertinente, já que conforto e adaptação para qualquer tipo de limitação física e motora é primordial para promover conforto e ampliar a qualidade de vida, mesmo que seja no cômodo de casa.

Tudo foi pensado e planejado pelas profissionais visando a melhor experiência possível para o indivíduo que se identifica com a proposta, a partir de várias pesquisas e estudos sobre as normas e informações que tornam um banheiro acessível.

Além disso, os materiais cuidadosamente escolhidos são meios de despertar e explorar os sentidos dos visitantes, criando mecanismos que chamam a atenção para o objetivo. “É um espaço com tema social que busca a conscientização da sociedade para a necessidade da preocupação com a acessibilidade, que abordará o tema de forma lúdica e interativa, com muita tecnologia e inovação”, reforça Suzane.

Alguns exemplos são a ilusão de ótica por meio de espelhos, caminho ao ambiente com uma projeção de imagens automatizadas ao som e luz do ambiente e no corredor seguindo adiante estará instalado um painel Wovin da Hunter Douglas com cor exclusiva para o ambiente,sua iluminação faz parte da automação do ambiente, criando um efeito que éreproduzido por vários ângulos.

De acordo com Jane, tudo isso está associado às tendências decorativas. “Com os tons metalizados, especialmente os tons dourados em sobreposição, trouxemos o luxo para esse ambiente. Tratamos esse projeto com muito carinho e pensando em cada detalheonde o usuário se sentirá único e valorizado”, afirmou.

Não bastasse a união do décor com uma necessidade social importante, as arquitetas unem ainda a esse conjunto a sustentabilidade. O ambiente é montado de forma limpa, com a substituição de gesso (resíduo poluente) por MDF reciclável na maior parte do forro do projeto o também o vaso sanitário possui a caixa acoplada embutida, gerando economia de água.

Sobre as profissionais

Jane Rocha atua desde 1994 no ramo de Interiores e Arquitetura, no segmento residencial, comercial, corporativo e atende inclusive projetos de reforma.

Atualmente, possui obras em Curitiba (sede), São Paulo, Salvador, Santa Catarina, Estados Unidos (EUA) e é sempre aberta a desafios, não importando a localidade. Atendeo cliente desde a escolha do terreno para sua casa, criando assim a melhor opção de acordo com o projeto, até a decoração, especificando todo o acabamento interno e externo: revestimentos, metais, louças, gesso, iluminação, mobiliário e tudo que se refere a decoração de interiores.

Participou das ediçõesde 2007, 2008, 2009, 2011, 2014 e 2015 da Casa Cor Paraná.

Suzane Simon está há quase 15 anos à frente do escritório de arquitetura que leva seu nome e atua especialmente em projetos residenciais e comerciais de alto padrão. Com obras em Curitiba, interior do Paraná, São Paulo, Santa Catarina e exterior.

Em seu currículo estão inúmeras mostras de decoração como Casa Cor (2012 e agora em 2017), Mostra Artefacto, Casa de Ideias, entre outras. Além da elaboração de projetos, o escritório dá suporte aos clientes para especificação de produtos, acompanhamento durante a execução, e consultoria para arquitetura, reforma e decoração.

Recommended Posts

Leave a Comment